Para alguém que vai, mas ainda está

estou_triste_voce

Você acha que tem o controle de tudo. Até que a vida vem e te dá um tapa na cara, para mostrar quem é que manda.

Você acorda naturalmente, como todos os dias. Você faz planos.

Você sente que, embora as coisas pareçam normais, tem algo estranho no ar, uma sensação esquisita, mas ignoramos e continuamos o dia como se nada tivesse acontecido.

Telefonemas tem o poder de mudar as coisas.

Quando eu era criança, lembro que adorava atender o telefone. Meu irmão e eu, chegávamos a brigar por isso.

Mas então eu cresci. E em certas situações eu preferiria não atendê-lo.

Em um dia você conversa com a pessoa, ri com ela, almoça com ela e no outro dia, o telefone toca. Ela já não está mais lá.

Ela está, mas não está. Foi tudo tão rápido…

A tecnologia mantém ela viva. Mas você sabe que não manterá por muito tempo.

E na sua cabeça vem milhões de pensamentos, arrependimentos, mas já é tarde demais.

E então, você se dá conta de que nada está sobre controle. Que o livre arbítrio não te dá a liberdade que você imaginava ter.

Que esperar pelo dia seguinte nem sempre é uma opção. Já ouvi falar que o amanhã não existe. E,  cada dia, percebo o quão certa esta afirmação é.

Não importa quanto dinheiro você tenha, você não poderá dar todos os abraços que você não deu, as palavras que não disse, o bom dia que não respondeu. Não vai. Não, o amanhã não existe e o hoje pode durar menos de um minuto.

Então eu digo para você leitor: que seja um minuto bem aproveitado, que seja um minuto de risada, um minuto de abraço, um minuto de beijo. Aproveite o momento. Sim, é clichê. Mas aproveite cada minuto do seu dia, para demonstrar para as pessoas como você se importa com elas. Porque um dia pode ser tarde demais para isso.

Enquanto isso, eu fico aqui, aguardando um telefonema que eu odiarei atender.

Anúncios

8 comentários sobre “Para alguém que vai, mas ainda está

  1. As escolhas da vida sempre estão em nossas mãos. O livre-arbítrio nos dá a liberdade de seguir qual caminhos queremos. As vezes o nosso orgulho é que nos domina. Se temos uma pendencia com uma pessoa querida, podemos ceder mesmo estando errados. As vezes sinto vontade de falar com uma pessoa que estou ressentida, a pessoa está aqui do meu lado, mas é difícil admitir o meu erro ou perdoar o erro dos outros. Sempre pensamos que o amanhã poderá nos ajudar, mas o amanhã pode não existir, pois estamos aqui só de passagem essa é a única certeza que temos. Mas acredito que se essa pessoa já foi desse plano, onde quer que ela esteja, saberá que você a ama e a perdoa, basta orar por ela. Bjo

    • Muito obrigada pelas palavras. Exatamente, o livre-arbítrio nos dá a liberdade para escolhermos os nossos caminhos, porém o tempo é nosso inimigo e, muitas vezes, vamos adiando algumas coisas até chegar ao ponto de não poder mais fazer escolhas… Fiquei muito feliz com o seu comentário, de verdade, acho que o melhor a fazer agora é mesmo orar. Beijo. ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s