O amor não envelhece nunca

2ba524de311e7cf0f7f1b4e53612ed2a
Pinterest

Posso passar delicadamente a ponta dos dedos, deslizando parte a parte, posso sentir os vincos que o tempo marcou. Sinto o amor em cada estria, em cada ruga e a cada pedacinho da pele tua.

Enquanto enrosco teus cabelos entre meu dedos, posso perceber que tu tenta em vão minimizar traços que a idade traz.  Alguns fios de cabelo branco cintilam, na tentativa de aparecer mais que os outros.

Tua pele oscila entre macia e levemente enrugada. Todas as vezes que meus dedos tentam brincar entre as marcas e cicatrizes, tu se encolhe. Sente vergonha, acha que pensas que me importo.

Ah, se soubesse o quanto admiro tua maturidade. Tuas rugas e a tua idade. O quanto amo a tua feição limpa quando sai do banho. Quanto gosto do teu cheiro quando acorda pela manhã. Como fico apaixonado pelos seus cachinhos bagunçados.

Tu mudou. Eu mudei também. Já não somos tão jovens, já não temos dezesseis.

Envelhecemos juntos. Passamos mais da metade de nossas vidas fazendo companhia um ao outro e, é claro que já brigamos muito. É claro que eu já reclamei porque você demora demais para se arrumar, e você também já reclamou quando eu demoro para acordar. Já brigamos para escolher quem seria o contemplado que ficaria com a louça do jantar. Te vi engordar mais de vinte quilos. Duas vezes. Na primeira veio Matheus, na segunda Elisa, os melhores presentes que você me deu. E quer saber? Ainda assim, nunca vi corpo mais lindo.

Mas o que fica mesmo e o que me faz ficar depois de tantos anos é olhar para a mulher incrível que você se tornou e ainda ver aquele olhar brilhante que fez com que eu me apaixonasse pela menina que tu foi.

E quantas vezes, eu ainda esqueço e fico paralisado contemplando o seu rosto, o seu olhar. E você me pergunta: “O que foi?” Eu sorrio e respondo: “Nada.” Um nada cheio de significado.

E você não tem ideia, de como todos os dias da vida eu agradeço à Deus e ao Universo por ser o sortudo que cruzou o teu caminho naquela noite estrelada e por ter permanecido até hoje aqui do seu lado.

E, embora estejamos caminhando para a velhice e os nossos corpos e aparência estejam mudando o amor permanece do mesmo jeito desde o primeiro dia, porque o amor… Ah, o amor! Esse não envelhece nunca.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s