Lugar seguro

O lugar seguro já esteve em um quintal cheio árvores, já esteve em um cantinho do sofá e já esteve dentro de um quarto tocando uma música triste do início dos anos 2000.

E, agora onde está o lugar seguro?

Lá fora está um caos e aqui dentro também.

O barulho do mundo ecoa tão alto que as minhas palavras se desmancham e caem ao chão, pequenininhas, elas não tem força para enfrentar um som tão alto.

Parece que uma boa música tocando no fone de ouvido já não é mais o suficiente.

Parece que um dia ensolarado perdeu o seu encanto…

As vezes eu espio a lua por uma fresta da persiana ela parece tão linda e iluminada mas parece que ninguém consegue mais enxergá-la.

Olho para o mundo e ele parece o mesmo do jeitinho que deixei quando fechei a porta da minha casa. Mas muita coisa mudou enquanto eu fazia mais uma receita de bolo.

Desliguei a televisão porque já não trazia boas notícias. E tentei ignorar que existia um mundo lá fora e tentei inventar um mundo aqui dentro. Não deu certo porque eu tenho dificuldade em manter as coisas em ordem por muito tempo.

Tomei um banho para que as lágrimas se confundissem com a água que caia e sufocassem a dor que vinha de dentro.

Eu tentei correr e procurar um novo lugar seguro. Mas o lugar seguro deixou de existir, o novo normal engoliu ele.

O novo normal é um desespero. É medo. É incapacidade.

Nunca desejei tanto que um fim se aproximasse.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s