Série: Les revenants

tumblr_n8clvelqe11tu7965o1_500

Olá, gente. Eu estou com um terrível bloqueio criativo, eu simplesmente não estou com vontade de escrever e quando escrevo algo não é muito bom. :/

Então, enquanto a inspiração não chega vou contar para vocês sobre uma série que terminei de assistir essa semana.

Primeiro, eu assisti ao remake dela no Netflix: The Returned, assisti em uns três dias a temporada inteira (10 episódios).  Sério, os episódios eram muito bons e como sempre terminavam sem respostas, eu queria assistir os próximos para matar a curiosidade. Porém só tinha uma temporada no Netflix e quando eu fui pesquisar para ver se tinha a continuação na internet, fui surpreendida com a triste notícia de que a série foi cancelada (#chateada). Por outro lado, descobri que ela era remake de uma série francesa chamada Les Revenants. Ouvi falar tão bem da versão original que fui correndo para assisti-la. E cara, que série! Vale muito a pena assistir. A série francesa dá um ar mais sombrio e eu diria que até melancólico a história.Tem umas partes que dão um pouco de medo e são muito estranhas, outras são extremamente dramáticas. Me apaixonei pelo Simon (não me pergunte porquê ) e achei o Victor assustador.

A série foi lançada em 2012 e foi baseada no filme de mesmo nome, no Brasil: Eles voltaram (2004) e é sobre a história de uma cidade francesa, em que misteriosamente os mortos voltam a vida. Não, não tem nada a ver com “The Walking Dead”, nem com os filmes de mortos vivos/ zumbis que estamos acostumados a assistir e esse foi um dos pontos que me atraíram a assistir a a série. E esses mortos voltam sem lembrarem do que aconteceu, eles não sabem que estão mortos e retornam às suas casas como se nada tivesse acontecido.

É composta por duas temporadas (2012 e 2015) a primeira tem 8 episódios de 60 minutos e cada temporada leva o nome de um personagem. A segunda temporada também tem oito episódios de 60 minutos, sendo o último a Season Finale. As histórias prendem a atenção pelo mistério que transmite a cada episódio. Só dou uma dica: Assista o primeiro episódio da primeira temporada: Camille. E tire suas próprias conclusões.  Se você procurar na internet achará muitos spoilers, mas como eu acho isso muito chato me limito a parar de contar aqui, para não estragar o mistério quando vocês forem assistir.

Há quem diga que a série ainda tem uma outra adaptação americana, chamada Ressurection, outros defendem que a semelhança entre as séries é pura coincidência (a própria ABC que produziu a série Ressurection diz isso). Não posso dizer muito, porque ainda não assisti , mas resolverei esse problema em breve hehe. Depois conto à vocês o que achei da série e vou assistir o filme também, simplesmente porque tô obcecada pela história (sim, sou louca hahahah).

tumblr_n2a63j9vy71ts9yb2o8_250
Esse menino dá medo

Quem assistiu primeiro “Les Revenants” , geralmente não gosta do remake “The Returned”, talvez por eu ter assistido primeiro o remake eu posso dizer que gostei das duas versões. Os primeiros episódios são idênticos, mas depois The Returned muda um pouquinho a história (se não me engano a partir do sexto episódio, já que diferente da versão original a série americana tem dez episódios).

Dou cinco estrelas para as duas séries. ★★★★★ 

Recomendo que assistam, não irão se arrepender! Ah, sim se você não gosta de séries legendadas, será um pouco chatinho para assistir Les Revenans, porque não tem a versão dublada, porém insisto que vale a pena (deixa de preguicinha haha). Já “The Returned” tem dublado, no Netflix.

photo1
Camille de “The Returned”

Aqui o trailer da primeira temporada de Les Revenants:

Anúncios

ABC do amor ♥

*Texto inspirado no filme: Little Manhattan (Abc do amor) ❤ O único trailer que achei: clique aqui! 😦

anigif_enhanced-buzz-29655-1419636447-13
Acho que alguém viciou em colocar gifs no blog haha ❤

Sempre ouvi falar que relacionar-se com meninas não era uma boa ideia. Dizem por aí que elas são um praga para os meninos (ouvi dizer que elas passam piolhos) . Eu não sabia muito sobre isso, até Rosemary entrar em minha vida.

Depois disso, eu pude compreender todas aquelas músicas românticas e até gostar delas. Pude sentir meu coração bater totalmente descompassado. Eu simplesmente não conseguia me concentrar em mais nada. Tudo que eu pensava era nela, minha linda Rosemary.

É incrível como as pessoas mudam, quando passamos a dar mais atenção à elas. Rosemary sempre estudou comigo, desde o jardim de infância, mas só agora é que pude vê-la com outros olhos…

Ela é uma garota linda, tem um cheiro bom, tem um sorriso bonito e parece que as coisas tornam-se perfeitas quando estou ao seu lado.

Dizem que eu acho isso porque a amo. E que ela é meu primeiro amor e que provavelmente eu ainda me apaixonarei muitas vezes na vida.

Amar pela primeira vez, me fez descobrir porque tantas pessoas tem aversão a esse sentimento: Porque dói. É dói. E me faz odiar me sentir assim, me faz odiar Rosemary e me odiar também.

Ok, eu admito:eu sei que não se trata de ódio, mas sim dele: do amor. Mas se o amor é tão bom, por que me faz sentir ódio? Talvez porque eu tenha medo.

O que me faz temer o amor é perceber que ele não dura para sempre. Mas por que não?

Meu pai disse que é porque vamos guardando alguns sentimentos bons, vamos deixando de falar, deixando de demonstrar. Mas, repito: POR QUE? Não seria muito mais fácil — e menos doloroso — nos livrarmos deles? O amor não deve morrer, não devemos deixar que isso aconteça. E meu primeiro amor me ensinou isso. Talvez a gente não case, nem ao menos namore, mas tenho certeza que um dia me lembrarei com alegria de tudo o que vivi com Rosemary.

tumblr_lsepfxcdxi1qdfy88o2_500

O que eu achei do filme: O tema é : o primeiro amor. Esse filme me fez lembrar dos filmes da Sessão da Tarde. Sabe aqueles filmes que te arrancam sorrisos sem você perceber? Pois é, foi assim que me senti ao assisti-lo. É fofinho, e faz com que a gente repense sobre nossas atitudes sobre o amor. Ele foi lançado em 2005, eu já tinha visto algumas vezes com o título Abc do Amor , mas nunca tive pensado em assistir. Mas perdi tempo, valeu muito a pena e, provavelmente, eu assistirei novamente. Ah, gente e o que dizer do Josh Hutcherson (vou chamá-lo para sempre de Peeta ♥) todo fofinho… *-*

Se eu fosse classificar o filme em estrelas (de zero a cinco) daria cinco. ★★★★★ 

Se você é como eu: aqueles tipo de pessoa que ama comédia romântica, fofinha e ingênua. Eu super recomendo!

Blackbird

*Texto inspirado no filme Beyond the lights.

Se quiser ouvir uma das músicas do filme (clique aqui) enquanto lê. 🙂

Gostei tanto desse filme. *-* Tanto que acabou me inspirando a fazer este texto.

Se quiser ler outra opinião (mais detalhada) sobre o filme clique aquimaxresdefault

Olhe para mim o que você pode ver?Diga que me enxerga, diga que alguém me vê além do que é tangível. Eu não sou só um pedaço de carne. Não me julgue pelo meu comportamento, sou obrigada a ser assim.  Olhe no fundo dos meus olhos eles não conseguirão mentir, aqui dentro há uma alma triste. Meu espírito clama por libertação.

Convivo com muita gente e por que ainda me sinto tão só?É muita gente e uma imensa solidão.  São muitos sorrisos falsos em volta de mim, mas sinto que você é diferente, decifrei o seu olhar, eles sorriem ao me ver.

Por favor, seja meu Blackbird e me salve dessa confusão. Pegue na minha mão e me leve junto com você para bem longe.  Não quero holofotes, quero briza nos meus cabelos cacheados. Quero um amor, que ironicamente me dê liberdade. Quero um amor que me ensine que a vida pode ser sublime, um real conto de fadas. Por favor, eu súplico me leve para bem longe, onde não poderão nos encontrar. Seremos só eu e você. E eu poderei finalmente ser livre para mostrar quem eu sou de verdade.

Não negue você está tão entregue quanto eu. E se o amor nos encontrou, vamos vivê-lo!  Eu me orgulho de mim quando estou com você. E sei que podemos ser muito melhores juntos. Prometo lutar pelo nosso sentimento. Podemos fazer amor quando dar vontade.E a gente pode dormir todo dia em posições diferentes só para não cair na rotina  Prometo cantar para você todos os dias as canções que compus vivendo o nosso amor. Eu serei sempre a sua estrela e você meu Blackbird.