Sempre

*Vou colocar o link de uma música que não tem nada a ver com o texto, mas não sai da minha cabeça, é bem bonitinha rs Se quiser ouvir enquanto lê:  https://www.youtube.com/watch?v=sIWgF4QB89A
hqcelebrity.org
We♥It

Sempre vai ter uma canção pra te lembrar aquele idiota que te fez chorar.

Sempre vai ter um lugar que você vai odiar estar , por te fazer lembrar dele.

Sempre vai ter um sorriso ou olhar parecido.

Sempre vai ter um cheiro que não vai sair da sua cabeça.

Sempre terá um dia especial que vai te fazer sofrer para apagar do calendário e fingir que é só mais um dia comum.

Sempre vai ter as mensagens salvas e as ligações ao meio dia.

Sempre vai ter aquela foto linda nas redes sociais, que você não tem coragem de apagar.

Sempre vai ter os trecos que ele te deu de aniversário, de dia dos namorados e de um dia que ele viu na vitrine de uma loja achou a sua cara e te surpreendeu com o presente.

Sempre vai ter a saudade que te impede de se desfazer de todas as coisas ditas anteriormente.

Mas sempre é tempo demais.

E como diz aquela música que você ama: “O pra sempre, sempre acaba”.

Felizes para sempre… Não, pera!

large2
We♥It

Ele tem um sorriso tão lindo que você nem consegue prestar atenção em qualquer coisa que ele diz.

A voz dele é tão gostosa de ouvir que você sente arrepiar-se inteira a cada palavra que diz.

O jeito que ele mexe no cabelo e aquele olhar de segundas intenções podem fazer você esquecer todas as moralidades que te foram ensinadas desde criança.

O abraço dele é tão aconchegante que dá vontade de ficar para sempre em seus braços.

E o perfume? De longe você sente que ele está chegando, é impossível não abrir um sorriso ao sentir esse cheiro!

E além de tudo, é gentil e bem humorado. Você ri sempre das piadas bobas que ele conta.

Com um cara desses qualquer final poderia ser feliz.

Até você conviver com ele.

E perceber que a visão que você tem dele é idealizada e não combina com a realidade…

A voz dele é linda até ele começar a cantarolar as suas músicas favoritas de forma tão desafinadas que quase te fazem odiar elas.

Ele tem manias chatas, acorda com mau hálito e quando ele chega do futebol você quer manter distância dele!

Depois de várias discussões você descobre que o “felizes para sempre”não existe e passa a se contentar em ser “feliz de vez em quando” .

Você descobre que nem sempre ele é bem humorado e, como é chato conviver com essa parte ruim dele.

Mas mesmo assim, você gosta muito dele. E não consegue imaginar um dia da sua vida sem ser ao lado do seu chato preferido, que tem o sorriso mais lindo do mundo.

Amigos e lembranças

Outro dia, entre a faxina do dia a dia, encontrei um velho álbum de fotografias. Passei horas folheando e, a cada nova foto vinham turbilhões de memórias — a maioria boa. Ri com as fotos engraçadas, achei graça das descrições, muito coisa mudou de lá para cá: as nossas aparências, a minha letra (era horrível), os nossos planos…

É engraçado (e assustador ao mesmo tempo) como quanta coisa mudou, nas fotos tem gente que já se foi, tem gente que tem família, tem gente que sumiu do mapa!

Algumas pessoas que eram meus amigos, simplesmente não são mais. Sem nenhum motivo aparente, a não ser o tempo e as circunstâncias que nos afastaram.

As vezes, me deparo com fotos dos adolescentes no facebook, com frases do tipo: “Amigos para sempre!”; “Nossa amizade nunca terá fim”, e etc. E lembro que eu também já usei essas frases inúmeras vezes. E que hoje, passo por pessoas que eram grandes amizades e a gente mal se cumprimenta.

Mas não é culpa deles, minha também não é. As amizades são como os amores, não duram pra sempre, porque “para sempre” é tempo demais. Duram exatamente o que tem que durar. O suficiente para deixar lembranças e experiências (boas e ruins).

Tenho sim amigos desde sempre, amigos que mesmo a distância e a falta de tempo , não impediu que nossa amizade continuasse.

Um dia sei que olharei para outros álbuns de fotografia e lembrarei dos meus atuais amigos com carinho, mas talvez percamos o contato também, são coisas da vida.

Mas guardarei para sempre todos aqueles que me fizeram rir, que me deram bons conselhos e que estiveram ao meu lado quando precisei. E vou continuar torcendo pela felicidade de cada um.

E, quem sabe um dia, as nossas promessas de reencontro (que nunca dão certo) aconteça e a gente relembre todas as nossas grandes histórias. E, quem sabe, na melhor das hipóteses voltemos a nos encontrar sempre e compartilhar novas aventuras?

Enquanto isso não acontece, passo meu tempo relembrando o passado e me sentindo grata por ter convivido por cada um deles.

Termino com uma frase , que não sei ao certo de quem é a autoria ( Paulo Sant’Ana?)Mas que define bem o meu sentimento por meus velhos e novos amigos : “Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! A alguns deles não procuro, basta saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida (…) mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não o declare e não os procure.”

Plano perfeito

Você pode não perceber , mas o meio é altamente influenciável em nossas decisões.

Quando estamos apaixonadas o mundo parece mais colorido que antes, as pessoas mais simpáticas, a natureza mais bonita, o canto dos pássaros parece até uma música romântica. Andar de mãos dadas parece a sensação mais incrível do mundo!

O “para sempre” é certo. Casamento, filhos, cachorros, gatos, papagaios… O plano é perfeito. Ou pelo menos, é isso que a gente acha.

Daí vem a decepção , as várias horas deitada, abraçada ao travesseiro e chorando ininterruptamente. Parece o fim do mundo, o coração fica apertado e a dor é uma das piores já sentidas. Entre soluços, lembramos e relembramos os acontecimentos ruins que fizeram o “amor” acabar.  Até que chega a hora de tomar uma decisão. Então,  olhamos o espelho e com os olhos vermelhos depois de tanto chorar, secamos o rosto e prometemos: é a última vez que me apaixono!

O “para sempre” é substituído pelo “nunca mais”. Agora as prioridades são outras: carreira, estudo, viagens… Este plano parece ainda mais perfeito.

Mas sabemos que isso não é verdade. E um dia você está lá: coração frio, inalcansável. E no outro, conhece um sorriso que faz você esquecer a tola promessa que fez ao seu reflexo.

E lá vem você…

De mãos dadas, com sorriso bobo, fazendo planos e promessas novamente… Quem sabe dessa vez, né? O plano é mais-que-perfeito.